Moveis para Escritório

Moveis para escritorio sorocaba mesa para escritorio sorocaba



Cadeira para escritorio sorocaba movel para escritorio sorocaba



Moveis para escritorio sorocaba mesa para escritorio sorocaba



Cadeira para escritorio sorocaba movel para escritorio sorocaba



Notícias

RSS Feed - Notícias - Mantenha-se Informado


15/01 - Maia pedirá que Alcolumbre acione comissão no recesso para discutir vacina e crise em Manaus
Presidente da Câmara falou em 'tragédia' ao comentar colapso do sistema de saúde no Amazonas em rede social. 'É mais do que urgente que o Parlamento esteja de portas abertas', disse. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pediu nesta sexta-feira (15) que o presidente do Congresso, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), convoque a comissão representativa do parlamento durante o recesso para discutir a vacinação contra a Covid-19 e a crise no sistema de saúde de Manaus. A Constituição estabelece que essa comissão seja criada com deputados e senadores, a cada recesso, para responder pelos assuntos do Legislativo no período. Os representantes são escolhidos por cada Casa e a lista é chancelada em plenário. “Vou encaminhar agora à tarde ao presidente do Congresso, @davialcolumbre, um pedido de convocação da Comissão Representativa para que possamos discutir a tragédia que está acontecendo em Manaus e também todo processo que envolve a vacinação no país”, afirmou Maia em rede social. “É mais do que urgente que o Parlamento esteja de portas abertas, trabalhando para encontrar soluções para essa situação tão drástica e urgente. Não podemos nos omitir!”, completou. OMS: 'Manaus serve de alerta para o mundo' O governo anunciou a prefeitos nesta quinta (14) a intenção de começar a vacinação na semana que vem, mas o cronograma ainda depende da aprovação das vacinas pela Anvisa e a chegada dos lotes de imunizantes comprados da Índia. Já o sistema de saúde de Manaus entrou em colapso nos últimos dias com a disparada dos casos de Covid-19. As internações e os enterros bateram recordes, os hospitais ficaram sem oxigênio e pacientes estão sendo enviados para outros estados. Caos em Manaus faz governo reavaliar cerimônia de vacinação e Pazuello é criticado Comissão Os membros titulares da comissão representativa do Congresso Nacional são: Deputados Dep. André Ferreira (PSC-PE) Dep. Carlos Sampaio (PSDB-SP) Dep. Evair Vieira de Melo (PP-ES) Dep. Fabio Schiochet (PSL-SC) Dep. Francisco Jr. (PSD-GO) Dep. Heitor Freire (PSL-CE) Dep. Herculano Passos (MDB-SP) Dep. Jhonatan de Jesus (REPUBLICANOS-RR) Dep. Rodrigo Maia (DEM-RJ) Dep. Wellington Roberto (PL-PB) Dep. Léo Moraes (PODEMOS-RO) Dep. Orlando Silva (PCdoB-SP) Dep. Wolney Queiroz (PDT-PE) Dep. Alessandro Molon (PSB-RJ) Dep. Joenia Wapichana (REDE-RR) Dep. Rubens Otoni (PT-GO) Dep. Paulo Ganime (NOVO-RJ) Senadores Sen. Luiz do Carmo (MDB-GO) Sen. Nelsinho Trad (PSD-MS) Sen. Paulo Rocha (PT-PA) Sen. Eliziane Gama (CIDADANIA-MA) Sen. Izalci Lucas (PSDB-DF) Sen. Davi Alcolumbre (DEM-AP)
Veja Mais

15/01 - Acidente deixa dois mortos e um ferido na BR-020, em Posse
Colisão envolveu um caminhão e dois carros de passeio. Dois passageiros morreram na hora e um motorista foi levado consciente ao hospital. Acidente deixa dois mortos e um ferido na BR-020, em Posse, Goiás Divulgação/Corpo de Bombeiros Um acidente envolvendo três veículos deixou dois mortos e um ferido na BR-020 em Posse, na região norte de Goiás. Segundo o Corpo de Bombeiros, chovia no momento da colisão, o que pode ter contribuído para o acidente. O acidente aconteceu na noite de quinta-feira (14). De acordo com a corporação, dois carros de passeio bateram de frente com um caminhão que estava carregado com frascos de soro fisiológico. A carga ficou espalhada pela pista. Carga de caminhão fica espalhada pela pista após acidente na BR-020, em Posse, Goiás Divulgação/Corpo de Bombeiros Ainda segundo os militares, duas pessoas que estavam em um dos carros de passeio morreram na hora e outra foi encaminhada consciente e estável para o Hospital Municipal de Posse. A corporação não divulgou o nome da vítima, portanto, o G1 não conseguiu apurar junto a unidade qual o seu estado de saúde na tarde desta sexta-feira (15) Os condutores do outro veículo de passeio e do caminhão não se feriram. Veja outras notícias da região no G1 Goiás. VÍDEOS: últimas notícias sobre trânsito em Goiás
Veja Mais

15/01 - Famílias em áreas de desbarrancamento do Rio Madeira são notificadas pela Defesa Civil em Porto Velho
Atualmente, os pontos de risco estão no Cai N'Água e Bairro Nacional. Moradores insistem em permanecer nas construções mesmo sob risco, segundo a Defesa Civil Área de desbarrancamento em Porto Velho Diêgo Holanda/G1 Com o aumento do nível do Rio Madeira, em Porto Velho, a Defesa Civil do município notificou moradores das margens do rio sobre o perigo de desbarrancamento na área. Mesmo com o risco para algumas construções, ocupantes dos imóveis ainda insistem em permanecer no local, segundo o gerente de operações da Defesa Civil, Rogério Félix. "Nós notificamos nove residências, todas com problemas estruturais como rachaduras, inclinação, então é um indicativo que pode cair a qualquer momento. Algumas pessoas ainda insistem em ficar, mesmo com as nossas marcações", declarou. No bairro Nacional, Zona Norte, o desbarrancamento chegou a uma empresa de transporte de combustíveis, que precisou ser desocupada. Félix diz que uma solução para as empresas que ficam no local seria fazer um trabalho reforçado de contenção das margens durante o período da seca. Defesa Civil alerta moradores sobre áreas de desbarrancamento em Porto Velho Diêgo Holanda/G1 Ele alerta também para a presença de moradores do bairro que aproveitam para pescar no rio e se arriscam nos locais de desbarrancamento. Durante a fiscalização acompanhada pelo G1, na quinta-feira (14) havia grupos nessas localidades. "De lá pra cá, já cedeu uns 200 metros. A gente vem acompanhando para evitar que a população ocupe esse local, que pessoas possam estar próximo na hora que desbarrancar mais um pedaço. Nós fizemos uma interdição com nossas faixas, placas, mas já foram arrancadas. Por isso nós estamos quase todos os dias aqui para evitar que ocorra um acidente", disse. O fenômeno do desbarrancamento, também chamado de terras caídas, é considerado normal no Rio Madeira pelas condições do rio e do solo. Na próxima semana estão previstas visitas da equipe nos distritos de Calama, Demarcação, Nazaré e São Carlos para acompanhar a evolução dos desbarrancamentos na região do Baixo Madeira. Veja mais notícias do G1 Rondônia
Veja Mais

15/01 - Primeiro LIRAa de 2021 aponta baixo risco de infestação pelo Aedes aegypti em Petrolina
De acordo com a secretaria, foram vistoriados estabelecimentos residenciais e comerciais em diversos bairros da cidade. Petrolina apresenta baixo risco para surto de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti Divulgação/ PMP A Secretaria de Saúde divulgou nesta sexta-feira (15) o primeiro Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) de 2021, em Petrolina. Segundo o órgão, o índice do mês de Janeiro ficou em 1,0%, o que significa que o município apresenta baixo risco para surto de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti, de acordo com as diretrizes do Ministério da Saúde. As localidades com maiores taxas de infestação foram: Condomínio Summer Ville, Condomínio Sol Nascente, Park Jatobá 1, Novo Horizonte, Henrique Leite, Idalino Bezerra, Rio Jordão, Cidade Universitária, Condomínio Alphaville, Área Militar, Vila dos Ingás, Loteamento Eduardo, Condomínio Ecospa, Condomínio Buona Vitta, Loteamento Santa Bárbara e Loteamento Padre José de Castro, com índice de 2,3%. De acordo com a secretaria, foram vistoriados estabelecimentos residenciais e comerciais em diversos bairros da cidade. O LIRAa é feito a cada dois meses, através da coleta de amostras e vistorias realizadas em estabelecimentos residenciais e comerciais, em diversos bairros da cidade. As vistorias são realizadas pelos agentes de combate às endemias diariamente nas comunidades de Petrolina à procura de possíveis focos do mosquito Aedes, realizando tratamento focal e borrifação quando necessário, além de trabalhos educativos nas comunidades. GR2 de quinta-feira, 14 de janeiro
Veja Mais

15/01 - Prédios que vão ter provas do Enem em Rio Branco passam por higienização
Prédios vão ser entregues neste sábado para equipes que vão fazer higienização e organização das cadeiras. Primeiro dia de provas é neste domingo (17). Saiba como está sendo feita a preparação das escolas para o Enem A pouco menos de 48 horas para o primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a Secretaria Estadual de Educação (SEE) aguarda para ajustar os últimos detalhes para receber os candidatos no domingo (17). Higienização e organização das cadeiras nas salas ocorrem neste sábado (16) e os profissionais já passaram por treinamento. Rosseline Muniz, coordenadora de linguagem do Ensino Médio da SEE, disse ao G1 que o treinamento de profissionais que vão trabalhar no dia na aplicação foi on-line no final de dezembro do ano passado. A entrega dos prédios neste sábado está dentro do prazo. Frota de ônibus nos dois dias do Enem vai ter 47 carros circulando em Rio Branco para transporte de candidatos Com quase 24 mil inscrições, mulheres são maioria entre candidatos que vão fazer Enem na versão impressa no AC “Em outubro a gente teve que repensar na distribuição de salas, de equipe e tudo isso teve que ser repensado de outubro para cá. A partir de amanhã, os prédios já vão ser entregues para ser feita a higienização, organização das cadeiras, deixar somente aquelas que vão ser usadas pelo candidato, com o espaçamento também”, conta sobre a preparação para aplicação das provas. Devido a pandemia, Rio Branco vai ter 20 prédios a mais para receber os candidatos e garantir os distanciamento social. Em 2019, foram 100 prédios. Neste ano, são 120. Em todo estado são 149 prédios. “Como o Inep recomendou, a gente fez uma redução no número de pessoas por turmas para respeitar o distanciamento. Então, em turmas que cabiam 40 a 50 pessoas com a redução de 20%, só vamos ter 30 dentro das salas. Por isso também temos o aumento de prédios utilizados”, acrescenta. Uso de máscara A coordenadora diz que durante os dias de provas é obrigatório o uso de máscaras, que só será retirada no momento que o candidato for entrar na sala para fazer o reconhecimento facial, ou para beber água, ou comer algum alimento. Rosseline disse ainda que não vai ser distribuído álcool aos participantes, e que a higienização é feita na hora da entrada e pede que eles levem a substância em recipiente de cor transparente para usar depois. Ela afirmou que o item não é obrigatório. E informa ainda que na entrada também vai ser medida a temperatura. Além disso, a coordenadora alerta aos candidatos que devem levar documento de identidade com foto e caneta de cor preta e corpo transparente. Enem 2020 No Acre, mais de 40,6 mil candidatos devem fazer as provas impressas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste domingo (17). Outros mais de 1,1 mil estão inscritos para fazer a versão digital das provas. As provas impressas estão marcadas para 17 e 24 de janeiro. Já a aplicação da versão digital ocorrerá em 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Neste primeiro domingo, a duração máxima para realização da prova é de 5h30, e no segundo será menor, de 5h. A abertura dos portões está prevista para ocorrer às 9h30 (horário local) e fecham às 11h (horário local). Ao todo, 41.841 candidatos estão confirmados para fazer o exame, segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Com 23.944 inscrições, as mulheres são a maioria entre os 40.674 candidatos que vão fazer as provas na versão impressa do exame. No total, 16.730 pessoas do sexo masculino se inscreveram para fazer o exame. Enem 2020 ocorre nos dias 17 e 24 de janeiro Alcinete Gadelha/G1 Cronograma Adiado após pressão de estudantes e parlamentares por causa da pandemia de Covid-19, o cronograma do Enem sofreu algumas alterações: Provas impressas: 17 e 24 de janeiro, para 5,7 milhões inscritos Prova digital: 31 de janeiro e 7 de fevereiro, para 96 mil inscritos Reaplicação da prova: 23 e 24 de fevereiro Resultados: 29 de março Das 41.841 pessoas inscritas no Enem 2020 no Acre, 1.154 optaram por fazer a prova digital. Com isso, o Enem digital em 2020 será aplicado para 2,75% do total de candidatos do estado. VÍDEOS: G1 em 1 minuto
Veja Mais

15/01 - HC do Recife abre 10 leitos para vítimas de Covid-19 de Manaus e FAB leva material para hospital de campanha
Gerenciado pela UFPE, Hospital das Clínicas anunciou abertura de vagas, nesta sexta (15). Avião com módulos para montar hospital de campanha saiu de Pernambuco. Governador ofereceu ajuda. Leitos para doentes com Covid-19 em Manaus foram abertos no Hospital das Clínicas, no Recife Hospital das Clínicas/Divulgação Dez leitos para pacientes do Amazonas com Covid-19 foram abertos, nesta sexta (15), no Hospital das Clínicas (HC), ligado à Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), na Zona Oeste do Recife. Da capital pernambucana, saiu um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) com equipamentos para um hospital de campanha na capital amazonense. As medidas foram adotadas devido ao colapso no sistema de saúde em Manaus devido à falta de oxigênio. A cidade registrou recorde de internações pela doença. Nesta sexta-feira (15), a Justiça Federal determinou que a União transfira, imediatamente, todos os pacientes da rede pública que possam morrer por causa da falta de oxigênio. COLAPSO: sem oxigênio, pacientes dependem de ventilação manual para sobreviver em Manaus APELO DE PSICÓLOGA: 'Quem tiver oxigênio, por favor traga' FALTA DE OXIGÊNIO: Pedido feito pelo governo do AM ao estado do RJ foi enviado para e-mail errado De acordo com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), que gerencia o HC, uma força-tarefa foi montada para distribuir os leitos, que já estão disponíveis, e reorganizar as equipes. Ainda não há previsão para a chegada dos pacientes, que ficarão internados na enfermaria de Doenças Infecciosas e Parasitária. "Nosso hospital está preparado para receber esses pacientes. Temos uma equipe multiprofissional altamente qualificada, além de infraestrutura física, equipamentos e insumos de qualidade", disse o superintendente do hospital, Luiz Alberto Mattos, em pronunciamento transmitido à imprensa. O HC informou que os pacientes com coronavírus internados no Recife poderão conversar com os parentes virtualmente, já que não podem receber visitas devido ao risco de contágio. Não há previsão de chegada de pacientes de Manaus do Recife, segundo o Hospital das Clínicas. Governo do estado Ainda nesta sexta, o governo de Pernambuco se colocou à disposição para ajudar no enfrentamento da crise. O estado informou que está à disposição do governo do Amazonas "para apoio no enfrentamento da crise sanitária que o estado vem passando". Atualmente, Pernambuco tem 82% ocupação de leitos de UTI. No Twitter, o governador Paulo Câmara (PSB) disse que falou com o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC). "Coloquei o estado de Pernambuco à disposição dos cidadãos amazonenses, nesse momento tão difícil. Faremos tudo que esteja ao nosso alcance para ajudar os irmãos do Amazonas a superar esse momento crítico da pandemia", disse. Até o início da tarde, o governo pernambucano não havia recebido retorno da administração estadual do Amazonas, segundo nota enviada pela Secretaria de Imprensa de Pernambuco. Hospital de Campanha Por meio de nota, a Seção de Comunicação Social do Comando Militar do Nordeste informou que enviou um módulo do hospital de campanha para servir de instalação ambulatorial no Amazonas e cilindros de oxigênio a serem utilizados nessa unidade. Ainda segundo o comunicado, uma equipe de militares técnicos também se deslocou para Manaus, com o objetivo de apoiar a montagem da estrutura. A Força Aérea Brasileira informou que módulos de hospital de campanha estão sendo transportados do Recife e do Rio de Janeiro em direção a Manaus. São utilizadas aeronaves tipo KC-390. As duas estruturas serão montadas no Hospital Delphina Rinaldi Abdel Aziz para ampliar a capacidade de atendimento. A previsão é de que esse hospital tenha a sua capacidade aumentadas em 57 leitos. VÍDEOS: mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias Initial plugin text
Veja Mais

15/01 - Governo da PB lança projeto de parque tecnológico com investimentos de R$ 20 milhões
Prédio do antigo Colégio Nossa Senhora das Neves, no centro histórico de João Pessoa, foi desapropriado para a construção do empreendimento. Prédio do antigo Colégio das Neves foi desapropriado para construção de parque tecnológico, na PB Secom-PB/Divulgação O governador João Azevêdo lançou, nesta sexta-feira (15), o Parque Tecnológico Horizontes de Inovação, em João Pessoa. A solenidade aconteceu no prédio do antigo Colégio Nossa Senhora das Neves, no Centro Histórico da capital paraibana, onde funcionará a sede do empreendimento, que terá investimentos de cerca de R$ 20 milhões. Prédio do antigo Colégio Nossa Senhora das Neves é desapropriado A estrutura do parque, que deve adotar conceitos de sustentabilidade, contará com espaços de convivência e para empresas âncoras; recepção interativa; espaço de conhecimento (com paredes de pesquisa e mesas touchscreen); coworking; espaços makers; espaços de P&D de soluções de alto rendimento; espaços de incubadoras e aceleradoras; espaço de robótica; praça de alimentação; e um auditório. A iniciativa tem a finalidade de impulsionar o avanço da inovação especialmente nas áreas das tecnologias sociais para a saúde, tecnologias educacionais, economia criativa, soluções governamentais, turismo, planejamento urbano e cidades inteligentes e de tecnologias sustentáveis. A gestão do parque será constituída por meio de sociedade de economia mista, em que será formado um comitê gestor, composto por representantes do governo, setor produtivo e instituições de pesquisa em ciência e tecnologia. Vídeos mais assistidos do G1 Paraíba
Veja Mais

15/01 - Falta de oxigênio deve afetar produção da Zona Franca de Manaus
Com o estoque excedente de oxigênio doado para os hospitais, empresas devem ficar sem gás para a produção. Caminhão da empresa White Martins é abastecido de oxigênio em Manaus após chegada de carga levada por avião da Força Aérea Brasileira Bruno Kelly/Reuters A falta de oxigênio em Manaus deve afetar a produção industrial da região já nos próximos dias, segundo avaliação do Centro das Indústria do Amazonas (Ciam). Com o estoque excedente de oxigênio doado para os hospitais, as empresas da Zona Franca de Manaus devem ficar sem o gás para a produção no momento em que acabar a quantidade que já está conectada na linha de produção. Até terça-feira (12), a doação das companhias para o sistema hospitalar já somava 43 mil metros cúbicos de oxigênio. Manaus vive uma crise sem precedentes com o avanço dos casos de Covid-19. Com internações batendo recordes, unidades de saúde ficaram sem oxigênio. Crise do oxigênio no Amazonas: entenda o quanto falta e as ações para repor o insumo. 5 pontos sobre a Covid-19 no Amazonas "Essa situação vai atrapalhar, sem dúvida", diz o presidente da Ciam, Wilson Périco. "As empresas continuam utilizando o oxigênio que está conectado nas suas linhas, mas elas vão parar assim que o gás acabar", afirma. Na Zona Franca de Manaus, operam importantes indústrias dos setores de eletroeletrônico e duas rodas, como Whirlpool, Honda, Yamaha, LG e Electrolux. O oxigênio é utilizado nos processos de soldagem e em testes de emissão de gás. As doações, segundo o presidente da Ciam, começaram no fim de semana depois que um apelo das equipes de saúde alertou sobre a escassez de oxigênio. "Agora, nós estamos atrás de outras empresas. A maioria tem ambulatório com um pouco de oxigênio, e estamos tentando com essas companhias, mas é coisa pequena", diz Périco. O déficit de oxigênio estimado pelo governo na região de Manaus é de 48,3 mil metros cúbicos por dia. É um número bem maior do que os 28,2 mil metros cúbicos diários produzidos pelas fornecedoras White Martins, Carbox e Nitron. Vídeos: Últimas notícias de economia
Veja Mais

15/01 - Cidade sem morte por Covid-19 é rebaixada à fase vermelha do Plano São Paulo
Óleo tem apenas 23 casos confirmados da doença. O município integra a Diretoria Regional de Saúde (DRS) de Marília, na qual houve uma piora nos indicadores de Covid-19 com aumento de casos, internações e óbitos. Centro de Saúde de Óleo (SP) usado para atender pacientes com sintomas de Covid-19 Arquivo Pessoal A cidade de Óleo (SP) não tem nenhuma morte registrada por Covid-19, mas regrediu para a fase mais restritiva do Plano São Paulo. Essa decisão foi tomada pelo governo estadual porque o município integra a Diretoria Regional de Saúde (DRS) de Marília, na qual houve uma piora nos indicadores de Covid-19 com aumento de casos, internações e óbitos. O rebaixamento para a fase vermelha começará a valer a partir de segunda-feira (18). Nela, comércios e serviços não essenciais só podem atender em esquema de retirada na porta, drive-thru e entregas por telefone ou aplicativos. Essas novas restrições, apesar de prejudicar o comércio, agradaram a chefe do serviço de saúde de Óleo, Maria Luiza Soldera. A cidade não ter hospital, nem leitos de enfermaria e de UTI, e depende de vagas em cidades vizinhas para o atendimento de pacientes. "O nosso hospital de referência é a Santa Casa de Bernardino de Campos, que também é referência para Timburi. Os casos urgentes são encaminhados para Ourinhos, Marília e Assis, que estão superlotados". De acordo com Maria Luiza, acaba sendo difícil para a cidade atender a todas as especificações exigidas na fase vermelha, como as restrições no comércio. "Mas, por outro lado, vamos continuar mantendo os nossos munícipes mais distantes da Covid-19", diz. Óleo tem 2.471 habitantes, segundo o Censo 2020 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O departamento de saúde registrou, até agora, somente 23 casos confirmados da doença na cidade. Segundo Maria Luiza, a maior parte dos casos confirmados de Covid-19 na cidade engloba pacientes entre 30 e 80 anos. Já as duas mortes foram de pessoas idosas. Prevenção Sobre a ausência de mortes por Covid-19 em Óleo, Maria Luiza explica que essa marca se deve a um trabalho preventivo. "Fazemos campanhas preventivas e colocamos carros de som nas ruas para lembrar as pessoas sobre a importância de manter as medidas de higiene e de distanciamento", comenta. A cidade possui apenas três centros de saúde. Um deles foi designado a receber somente pacientes com sintomas de Covid-19. "Hoje temos uma equipe multidisciplinar para Covid-19, com um médico trabalhando 40 horas semanais, uma enfermeira e um auxiliar-administrativo para acompanhar os casos da doença", relata. Com essa mudança de fase, a partir de segunda-feira (18), será permitido em Óleo somente o funcionamento de atividades essenciais. A lista inclui farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, bancas de jornal, postos de combustíveis, lavanderias e hotelaria. Maria Luiza Soldera é a chefe do serviço de saúde de Óleo Arquivo Pessoal Veja mais notícias no G1 Itapetininga e Região VÍDEOS: mais assistidos da região
Veja Mais

15/01 - Hospital Cândido Rondon diz que não receberá novos pacientes porque não consegue comprar cilindros de oxigênio em Ji-Paraná, RO
A administração disse ao G1 que não falta oxigênio para os pacientes já internados e há o "suficiente para cuidar daqueles que já estão na unidade", porém não existe a possibilidade de abertura de novos leitos. O Hospital Cândido Rondon (HCR) em Ji-Paraná (RO), informou nesta sexta-feira (15) que não consegue comprar cilindros de oxigênio e que por isso não receberá novos pacientes na unidade de saúde. O hospital diz que atingiu a capacidade máxima de lotação em todos os leitos destinados a pacientes com Covid-19. Prefeito chama médicos de 'covardes' após equipe pedir demissão de hospital em Ji-Paraná "Estamos tentando ampliação de novos leitos, porém não estamos conseguindo comprar cilindros de oxigênio dos fornecedores que estão informando que não tem para pronta entrega e sem previsão de entrega por parte dos mesmos", informou a administração do hospital em nota. A administração do HCR reiterou que não falta oxigênio para os pacientes já internados e há o "suficiente para cuidar daqueles que já estão na unidade", porém não existe a possibilidade atual de abertura de novos leitos. "Dessa forma sugerimos que os novos pacientes procurem outras unidades hospitalares para evitar maiores complicações de saúde", declarou o hospital. Comunicado do Hospital Cândido Rondon em Ji-Paraná Reprodução/Facebook Ji-Paraná tem 5.363 casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia no estado, e chegou aos 128 mortos pela doença. Nas últimas 24 horas 108 novos casos de coronavírus foram registrados na cidade, segundo boletim de saúde da Sesau e Agevisa. O G1 entrou em contato com a Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) e, até a última atualização desta reportagem, não obteve resposta referente a possibilidade de abertura de novos leitos no HCR. Por que pacientes com Covid precisam de oxigênio? O coronavírus Sars-CoV-2, que causa a Covid-19, causa uma inflamação no pulmão. Isso faz com que ele não consiga mais transferir de forma eficaz o oxigênio que a pessoa respira para dentro do sangue e das células. Quando isso acontece, a saturação de oxigênio – a concentração dele no sangue – começa a cair. O percentual normal de saturação fica entre 95% e 99%. Quando a pessoa não respira direito, esse índice começa a cair. A intubação, assim como outros métodos de aporte de oxigênio, ajudam a recuperar a saturação de oxigênio no sangue – por isso são tão importantes para pacientes com Covid. Com hospitais superlotados e sem oxigênio, pacientes de Covid-19 do Amazonas serão transferidos para outros 6 estados, diz governador DESESPERO: Familiares dizem que hospital faz racionamento de oxigênio em Manaus Situação em Manaus Em Manaus, hospitais lotados ficam sem oxigênio e pacientes são transferidos para outros estados Manaus vive uma situação absolutamente dramática. Com hospitais lotados e sem cilindros de oxigênio suficientes, o governo do Amazonas começou a transferir pacientes de Covid para outros estados e decretou toque de recolher. É o caos. Pacientes em enfermarias lotadas, sendo reanimados no chão. "Em muitas ocasiões, a gente entuba e fica ventilando na mão até arrumar um ventilador. A gente fica ambuzando o paciente até conseguir um ventilador de algum paciente que falece. Mas é complicado porque até oxigênio está faltando para gente", conta uma funcionária do Hospital 28 de Agosto. VÍDEOS: Manaus vive colapso com hospitais sem oxigênio
Veja Mais

15/01 - Patos de Minas regride para Onda Amarela do Minas Consciente a partir da próxima segunda-feira
Piora nos dois indicadores que medem a velocidade do avanço da doença foi o principal motivo para reclassificação da cidade. Nesta fase é proibida realização de eventos de qualquer natureza. Comitê de Enfrentamento à Covid-19 de Patos de Minas Ascom Prefeitura Patos de Minas/Divulgação O Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19 de Patos de Minas decidiu que o Município vai regredir para a Onda Amarela do plano estadual Minas Consciente. A decisão passa a valer a partir de segunda-feira (18). A definição foi tomada após a primeira reunião da nova formação do grupo, realizada no início desta tarde de sexta-feira (15). Ontem, o governo de MG já havia regredido a microrregião de Patos Minas para a fase intermediária do programa e na terça-feira (13) a macrorregião Noroeste, onde está situado o município, também tinha regredido, após passar uma semana na Onda Verde. O prefeito Luís Eduardo Falcão (Podemos) também anunciou que, por enquanto, manterá o município no Programa Minas Consciente. "Entendemos o lado dos comerciantes e empresários que querem e precisam trabalhar, e não queremos prejudicar ninguém. Pedimos que haja razoabilidade no funcionamento dos estabelecimentos, das atividades, para que as pessoas que estão cumprindo as orientações não sejam prejudicadas pelas que não estão”, disse. As principais restrições da Onda Amarela são a proibição de eventos de qualquer natureza. Cinema, que também havia reaberto, voltará a fechar até o retorno para a fase mais flexível do plano. Segundo a planilha do Minas Consciente, a piora nos dois indicadores que medem a velocidade do avanço da doença foram o principal motivo para a reclassificação da microrregião de Patos de Minas da fase verde para a amarela. A variação de positividade subiu de -39% na semana anterior para 78%, enquanto a variação da taxa de incidência passou de -37% para 65%. O grau de risco agrupado da microrregião subiu de 3 para 16. Na macrorregião Noroeste, o grau de risco foi de 7 para 14. Veja abaixo quais serviços podem funcionar na Onda Amarela: Bares (consumo no local); Autoescola e cursos de pilotagem; Salão de beleza e atividades de estética; Comércio de eletrodomésticos e equipamentos de áudio e vídeo; Papelaria, lojas de livros, discos e revistas; Lojas de roupas, bijuterias, joias, calçados, e artigos de viagem; Comércio de itens de cama, mesa e banho; Lojas de móveis e lustres; Imobiliárias; Lojas de departamento e duty free; Lojas de brinquedos; Academias (com restrições); Agência de viagem; e Atividades culturais e parques estaduais.
Veja Mais

15/01 - Maranhense com doença degenerativa faz campanha para comprar cadeira de rodas; saiba como ajudar
Diagnosticada com Esclerose Lateral Primária (ELP), Irenice Candido precisa de uma cadeira de rodas e um aparelho que faz leitura ocular, que permite a interação social. Maranhense com Esclerose Lateral Primária faz campanha para comprar cadeira de rodas; saiba como ajudar Arquivo Pessoal É apenas por meio da escrita que a maranhense Irenice Candido, de 41 anos, se comunica com as pessoas. Diagnosticada com Esclerose Lateral Primária (ELP), desde 2017, a advogada está perdendo gradativamente as forças e há quase três meses convive sem a voz. Os primeiros sintomas da doença vieram após um acidente. “Em 2009, eu sofri um acidente de moto, depois disso eu comecei a apresentar alguns sintomas, mas somente em 2017 que eles pioraram significativamente’’, conta Irenice. A situação da advogada se tornou mais grave depois que contraiu um processo alérgico raro, chamado Síndrome de Steven Jhonson, doença gerada em reação a um medicamento que a advogada tomou na tentativa de evitar uma traqueostomia. A traqueostomia (TQT) é um procedimento cirúrgico onde ocorre a abertura da parede anterior da traqueia, fazendo uma comunicação da mesma com o meio externo. A única esperança em meio a tantas turbulências para Irenice é um aparelho que faz leitura ocular e transforma textos em áudios, por meio de um computador. O aparelho vai permitir que a advogada consiga interagir com o mundo em sua volta. “Por se tratar de uma doença degenerativa e progressiva, eu vou perder a força para escrever, já sinto muita dor. Como já perdi a voz, a minha única esperança é o aparelho’’, relata. Sonho interrompido Apesar de todas as dificuldades, a doença não impediu que Irenice desse continuidade a seus estudos. Já debilitada, ela concluiu a faculdade de direito em 2016. “Estudei com meu filho no colo, já com muitas dores. Meu objetivo era ter uma profissão e assim ter oportunidade de dar uma vida melhor para minha família. Passei na OAB na primeira tentativa, estudava com meu pequeno nos braços, ganhei os livros e a inscrição para a prova, pois não tinha condições financeiras para arcar com todos os custos", conta. Irenice ao lado de seu filho durante a formatura do curso de direito Arquivo Pessoal Sete meses após receber a carteira de advogada, o quadro da doença piorou e Irenice não possuiu mais condições de atuar na carreira dos sonhos. Ela conta que o direito tem a possibilitado de continuar vivendo, visto que são as batalhas judiciais que estão a assegurando nesse momento. Saiba como ajudar A doença tirou os movimentos das pernas de Irenice há quase quatro anos, em 2018 começou a ter dificuldades em se alimentar e a fala se esvaiu em 2020. Para ter mais qualidade de vida, ela precisa de uma cadeira de rodas motorizada e um aparelho para facilitar a comunicação. É possível fazer doações em dinheiro para conta de Irecine da Caixa Econômica. Agência: 3645. Op:001. C/C: 00000161-2.
Veja Mais

15/01 - Ponte que liga Quissamã a Carapebus, RJ, é reaberta para o tráfego
A antiga ponte foi condenada e derrubada pelo DER-RJ, em junho de 2019, após um período de interdição de dois anos. Obra foi orçada em cerca de R$ 3,8 milhões. Ponte que liga Quissamã e Carapebus, RJ, é reaberta para o tráfego Divulgação/DER-RJ As obras na ponte sobre o córrego Lameiro, na RJ-178, em Carapebus, no Norte Fluminense, foram finalizadas e o tráfego foi reaberto no local nesta quinta-feira (14). Com investimento de R$ 3.881.962,63, a construção, que liga os municípios de Quissamã e Carapebus, foi realizada pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ), órgão vinculado à Secretaria das Cidades. Durante o período de interdição e de obra, os motoristas precisaram fazer um desvio em uma estrada vicinal, paralela à rodovia. De acordo com o DER, a antiga ponte foi condenada e derrubada pelo departamento, em junho de 2019, após um período de interdição de dois anos, para dar início às obras da nova construção. A obra de restauração contemplou desde a fundação até a estrutura de lajes e vigas, segundo o departamento. Além do término da construção da nova ponte, com 16 metros de extensão, o DER finalizou, no trecho da construção, serviços de recapeamento asfáltico, sinalização horizontal e vertical, muros atirantados e instalação de guarda-corpo. Ainda de acordo com o DER, o acesso está liberado para tráfego normal, de veículos pesados e leves. Para o presidente do DER-RJ, Luiz Roberto Pereira de Souza, a entrega da obra facilitará a vida de todos os que moram na região. “Esta obra é resultado de um pedido antigo dos moradores e que se concretiza agora, trazendo mobilidade e desenvolvimento para a região. Quem ganha com isso é todo o nosso estado”, disse Luiz Roberto.
Veja Mais

15/01 - Artistas de Manaus lamentam colapso no sistema de saúde da cidade
Sobrecarregados devido às internações por Covid-19, hospitais ficaram sem oxigênios para pacientes. Escritor Milton Hatoum, ator Leonardo Bittencourt e cantora Marcia Fellipe falam sobre crise na região. O ator Leonardo Bittencourt, o escritor Milton Hatoum e a cantora Marcia Fellipe Reprodução/Instagram, Samantha Silva/G1 e Marcia Fellipe Com o colapso do sistema de saúde amazonense, artistas de Manaus como o escritor Milton Hatoum, o ator Leonardo Bittencourt e a cantora Marcia Fellipe lamentam os hospitais sobrecarregados por causa das internações por Covid-19 e falam sobre preocupação com amigos e família. Com a crise, médicos transportando cilindros de oxigênio nos próprios carros para levar ao hospital e familiares tentando comprar o insumo foram algumas das cenas registradas pelo G1 nesta quinta (14). Doentes começaram a ser levados para outros estados. Cemitérios estão lotados e instalaram câmaras frigoríficas. O premiado escritor de 68 anos, autor de obras como "Relato de Um Certo Oriente" e "Dois Irmãos", criticou em entrevista ao G1 a gestão do estado, e falou sobre história de governos na região (leia a entrevista completa). "As pessoas estão em pânico. Mas, para mim, essa catástrofe já era previsível", disse Hatoum. "Porque o desgoverno federal se reflete em Manaus e no Amazonas. A ex-secretária de saúde foi presa pela compra superfaturada de respiradores em uma loja de vinho." Simone Araújo de Oliveira Papaiz, foi presa em junho de 2020, em Manaus durante a Operação Sangria, deflagrada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal (MPF). A investigação aponta supostas fraudes e desvios na compra de respiradores, com dispensa de licitação, de uma importadora de vinhos. O governador do estado, Wilson Lima (PSC), foi alvo de buscas e teve bens bloqueados pela mesma operação. "Mas esse caos no Amazonas faz parte de um processo histórico. O Amazonas há várias décadas é governado por populistas rasos, sem nenhum compromisso com o sistema de saúde, com a educação, com o saneamento básico." "Manaus e o interior do Amazonas sofrem de uma ausência já prolongada do Estado. O interior também está um caos." 'Parecem hospital de guerra' Ao G1, o ator Leonardo Bittencourt – estrela de "Malhação: Vidas Brasileiras" e do filme "A menina que matou os pais" – contou que muitas pessoas próximas a ele estão com a doença atualmente (casos leves) e que, dois amigos perderam os pais na última semana (leia a entrevista completa). "Na minha família, não teve ninguém [com a doença]. Mas tenho dois amigos que perderam pai essa semana. Foi uma semana bem difícil. Nós crescemos juntos, muito próximos. Lidar com tantas coisas delicadas e extremas de uma vez só... foi uma semana bem difícil", contou o ator de 26 anos, que nasceu em Manaus. "Mesmo quem tem condições de pagar um plano de saúde, não tem mais espaço nos hospitais. Na primeira onda, as pessoas desconheciam a doença, o que fez com que os hospitais ficassem lotados. Agora as pessoas até conhecem um pouco mais, mas não tem um hospital de campanha para abrigar essas pessoas", disse ele. "O que me passam é que os hospitais mais populares, hoje, parecem hospital de guerra. Muitas macas nos corredores, condições insalubres. E a angústia vai daí, você não sabe quem é o próximo." 'Coração dilacerado' Marcia Fellipe fala sobre colapso em sistema de saúde de Manaus Marcia Fellipe atualmente mora em Fortaleza, mas, nascida e criada em Manaus, a cantora se manifestou sobre o colapso no sistema de saúde da região. "Meu coração está dilacerado. Há muito tempo que a gente vem acompanhando toda essa gravidade que vem acontecendo em Manaus", afirmou Marcia em entrevista ao G1 (leia a entrevista completa). "Tive um irmão que se hospitalizou, ficou entubado, hoje está em recuperação. Sei bem o que é sentir na pele todas essas dificuldades. Clamo pela misericórdia de Deus sobre as nossas vidas. E que a gente possa se vacinar logo, gente. Que a gente possa proteger até aqueles que não vão poder se vacinar."
Veja Mais

15/01 - Clube de comédia em Campinas apresenta programação para o final de semana; veja lista
Espetáculos têm início nesta sexta-feira (15) e ingressos custam a partir de R$ 35 por pessoa. Comediante Yakko Sideratos se apresenta no Interiorano Comedy Club, em Campinas (SP) Foto: Divulgação Um clube de comédia de Campinas (SP) divulgou a programação para este fim de semana. Os espetáculos começam a partir desta sexta-feira (15), com a presença do guitarrista e ex- integrante da Banda do Faustão Marinho Eiras e do humorista Yakko Sideratos, às 18h30. O Interiorano Comedy Club apresenta ainda, no sábado, a dupla Sr. e Sra. Maloka, às 21h, e o comediante Marcio Donato. Os ingressos estão à venda no site e custam a partir de R$ 35. Devido a pandemia o clube de comédia que fica na Avenida Doutor Armando Sales de Oliveira, em Campinas, está operando com sua capacidade reduzida, respeitando o distanciamento social e seguindo todos os protocolos sanitários e de segurança. A retirada da máscara somente é permitida na própria mesa. Para mais informações acesse o site do clube. Lista completa Sexta-feira (15) Noite das porções Horário 18h30 Ingresso: a partir de R$ 35 (com rodízio de comida incluso) Quem mandou você casar? Horário: 21h Ingresso: a partir de R$ 45 Sábado (16) Eu Odeio Viver Horário: 21h Ingresso: a partir de R$ 45 Veja mais notícias da região no G1 Campinas
Veja Mais

15/01 - WhatsApp adia início de sua nova política de privacidade
Termos passariam a valer em 8 de fevereiro, mas aplicativo decidiu estender prazo para 15 de maio após repercussão negativa. WhatsApp adia vigor de nova política de privacidade. REUTERS/Thomas White O WhatsApp anunciou nesta sexta-feira (15) que irá adiar o início de sua nova política de privacidade para 15 de maio – a data anterior era 8 de fevereiro. Desde a quarta (6) passada, o aplicativo vem avisando as pessoas sobre os novos termos, que prevê o compartilhamento de novos dados com o Facebook. A extensão do prazo servirá para que as pessoas "tenham mais tempo de entender a política", segundo o aplicativo. WhatsApp, Telegram e Signal: COMPARE os apps de mensagens WEBSTORIES: Entenda as novas regras do WhatsApp Como fica o sigilo das mensagens? Entenda as mudanças no WhatsApp A nova data também coincide com as mudanças que vão acontecer na coleta de dados em conversas com contas comerciais, aquelas usadas por empresas. A partir de agora, o Facebook vai oferecer hospedagem de mensagens para as companhias. A novidade foi anunciada em outubro e a nova política de privacidade aborda com mais detalhes as interações com empresas. O anúncio de novidades na política de privacidade gerou desconfiança entre usuários – aplicativos concorrentes como o Telegram e o Signal foram baixados milhões de vezes desde que a notificação surgiu para usuários do WhatsApp. A repercussão fez com que o WhatsApp se manifestasse, reforçando que o conteúdo de mensagens e ligações é protegido por criptografia e não pode ser acessado pela companhia, e que os dados que são compartilhados entre ele e o Facebook permanecem os mesmos desde 2016. "Esta atualização não muda as práticas de compartilhamento de dados entre o WhatsApp e o Facebook, e não impacta como as pessoas se comunicam de forma privada com seus amigos e familiares em qualquer lugar do mundo", disse o aplicativo em um comunicado enviado ao G1. Veja vídeos sobre TECNOLOGIA no G1
Veja Mais

15/01 - Pará disponibiliza dez leitos de UTI neonatal para bebês prematuros do Amazonas
Pará também disponibilizou 30 leitos em Belém para pacientes com a Covid-19 vindos do estado vizinho. Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará - santa casa belem Cristino Martins/Agência Pará O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), anunciou que está disponibilizando dez leitos de UTI neonatal na Fundação Santa Casa, em Belém, para o Amazonas. O governo também está oferecendo outros trinta leitos para pacientes com a Covid-19 vindas do estado vizinho. O anúncio foi feito após a Secretaria de Saúde do Amazonas informar que vai transferir para outros estados brasileiros bebês prematuros internados em maternidades públicas do estado, por conta da falta de oxigênio nos hospitais. O sistema de saúde amazonense entrou em colapso após as internações por Covid-19 no estado baterem recorde. Nesta quinta (15), o governador Helder Barbalho (MDB) anunciou que os trinta pacientes serão acolhidos no Hospital de Campanha do Hangar, em Belém, que já possui dez leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e vinte leitos clínicos para receber a demanda a partir de sábado (16). O Amazonas ficará responsável pelo transporte de Manaus até Belém, segundo o governo. Governador do Pará disponibiliza leitos de UTI neonatal para o Amazonas. Reprodução / Twitter Em nota, o governo informou ainda que deve instalar neste sábado (16) dez leitos de UTI em Juruti, na divisa com o Amazonas para atender municípios da região da Calha Norte, como Faro, Terra Santa e Óbidos. A instalação deve ocorrer em parceria com instituições locais. Nesta quinta, o Hospital do Hangar tem capacidade para expansão de até 420 leitos e a taxa de ocupação atual é de 57%. "O Governo do Pará reforça que os níveis de oxigênio no Estado seguem regulares, atendendo às demandas. As fábricas das empresas fornecedoras do produto, implantadas no Pará, estão com capacidade de estoque e, inclusive, dando suporte no atendimento ao estado do Amazonas", informa a nota. Colapso em Manaus Amazonas está sob toque de recolher por 10 dias Sobrecarregados, os hospitais de Manaus ficaram sem oxigênio para pacientes. Médicos transportando cilindros nos próprios carros para levar ao hospital e familiares tentando comprar o insumo foram algumas das cenas registradas pelo G1 nesta quinta. Doentes começaram a ser levados para outros estados. Cemitérios estão lotados e instalaram câmaras frigoríficas. Dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) carregados com cilindros de oxigênio chegaram a Manaus no início da madrugada desta sexta-feira (15). Eles foram enviados de Guarulhos para ajudar na crise de saúde que assola o estado do Amazonas. No total, 386 cilindros de oxigênio foram transportados, com mais de 18 toneladas. Eles serão utilizados pelos hospitais no atendimento aos pacientes da Covid-19 no estado. Nesta quinta (15), durante transmissão ao vivo por uma rede social ao lado do presidente Jair Bolsonaro, Pazuello havia dito que há um "colapso" no sistema de saúde de Manaus. No último domingo, o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), enviou um pedido de ajuda aos governadores do país por conta da "iminência de sofrer desabastecimento" de oxigênio. A partir desta sexta-feira (15), o estado iniciou toque de recolher por 10 dias. Ninguém pode sair de casa entre 19h e 6h. A medida é uma tentativa de conter a propagação do vírus.
Veja Mais

15/01 - Porto Futuro e Estação Cultural de Icoaraci recebem programação musical
Apresentações da OSTP e da Amazônia Jazz Band serão neste final de semana. Entrada franca. O Parque Urbano Porto Futuro, no bairro do Reduto, em Belém, recebe neste sábado (16), de 18h às 20h, apresentação de integrantes da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP) para mais uma edição do projeto “Porto Musical”, com show de música instrumental. Na Estação Cultural de Icoaraci no domingo (17), de 18h às 20h, se apresentam membros da Amazônia Jazz Band (AJB). Os eventos são gratuitos. No Porto Futuro os instrumentistas Jefferson Alves (saxofone/violino), Ludhyana Vigário (contrabaixo), Josibias Ribeiro (teclado) e Ruth Saldanha (bateria) vão conduzir o momento recheado de músicas brasileiras e muita Bossa Nova, como Wave “Carinhoso”, “Chega de saudade”, “Eu sei que vou te amar”, dentre outras. Em Icoaraci, o repertório será com músicas internacionais que marcaram época, como “Your song”, “Can you fell the love tonight”, “Yesterday”, “Love of my Life”, “My way”, “She”, “Somewhere over the rainbow", executadas por José Cláudio Costa (percussão), Feliphe Cardoso (violino) e Edgar Matos (piano). Serviço Porto Musical, sábado (16), de 18h às 20h, no Parque Urbano Belém Porto Futuro - Bairro do Reduto. Na Estação Musical, domingo (17), de 18h às 20h, na Estação Cultural de Icoaraci (R. Padre Júlio Maria, 937-995 – Cruzeiro, Icoaraci). Entrada gratuita.
Veja Mais

15/01 - UnB decide manter aulas totalmente online no 1º semestre de 2021
Universidade abrirá exceção apenas para área da saúde. Incertezas sobre a vacina e ritmo de contágio do vírus na capital motivaram medida. Universidade de Brasilia, campus Ceilândia Geraldo Becker/TV Globo A Universidade de Brasília (UnB) decidiu manter as aulas pela internet no primeiro semestre de 2021. A medida foi analisada em reunião do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe), realizada na quinta-feira (14). De acordo com a instituição, apenas as disciplinas da área da saúde poderão realizar atividades presenciais, mediante aprovação do colegiado de cada curso. Durante a reunião, os conselheiros levaram em conta o aumento dos casos da Covid-19 no Distrito Federal e em outros estados do país, além da ausência de uma data confirmada para o início da vacinação. Em nota divulgada pela instituição, o vice-reitor, Enrique Huelva, afirmou que a universidade já planejava seguir com medidas de isolamento por mais um tempo. "Não era uma volta para o formato que tínhamos antes da pandemia, como um interruptor. O nosso Plano de Retomada prevê justamente uma gradação, uma progressão que acompanha a diminuição do risco causado pela pandemia", disse Huelva. Contra a recomendação do MEC Universidade de Brasília em imagem de arquivo Pillar Pedreira/Agência Senado A Universidade de Brasília chegou a suspender o primeiro semestre de 2020 por conta da pandemia. Ele foi retomado em agosto, com o ensino remoto. Em dezembro, o Ministério da Educação (MEC) estabeleceu em portaria federal que as instituições de ensino superior devem retomar as aulas presenciais a partir de 1º de março de 2021. À época, a UnB destacou que a norma permite aulas remotas, em caráter excepcional, caso as instituições constatem "condições sanitárias locais que tragam riscos à segurança das atividades letivas presenciais". Sendo assim, a universidade anunciou que seguiria um plano próprio, com base em análises epidemiológicas. Exceções Instituto de Biologia da Universidade de Brasília Beatriz Ferraz/ Secom UnB Embora o Conselho considere a possibilidade de atividades presenciais apenas para a área da saúde, a área de tecnologia se manifestou durante a reunião do Conselho sobre as necessidades que atingem também as disciplinas do grupo. O professor Alexandre Romariz, representante da Faculdade de Tecnologia (FT), defendeu que "existe um impacto na formação". "No nosso caso, há áreas que demandam contato físico com os dispositivos, com as simulações e reações observadas", disse. No entanto, não foi aberta exceção para o grupo. Apesar de não haver previsão para a retomada das aulas presenciais, a UnB já se prepara para isso. Entre as adaptações divulgadas pela instituição estão a "substituição das torneiras de bebedouros por modelos que são acionados sem toque, via sensor; a compra de tapetes higiênicos e termômetros, e a troca das torneiras dos banheiros". VÍDEO: veja destaques do G1 em 1 minuto no DF Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.
Veja Mais

15/01 - Belo Horizonte recebe mais de 5 mil mudas de plantas nativas
Segundo a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, os plantios estão sendo realizados em áreas públicas municipais e federais, cobrindo uma área de 26 mil m². Fotos do plantio de 1,6 mil mudas no Parque Fernando Sabino, também conhecido como Parque Fazenda da Serra, uma área aproximada de 186 mil m² no Bairro Jardim Alvorada, região da Pampulha. Divulgação / PBH Belo Horizonte vai receber mais de 5 mil mudas de espécies nativas, que serão plantadas na Serra do Engenheiro Nogueira, na região da Pampulha, até o fim de fevereiro. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (15) pela prefeitura. Segundo a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, os plantios estão sendo realizados em áreas públicas municipais e federais, cobrindo uma área de 26 mil m². Fotos do plantio de 1,6 mil mudas no Parque Fernando Sabino, também conhecido como Parque Fazenda da Serra, uma área aproximada de 186 mil m² no Bairro Jardim Alvorada, região da Pampulha. Divulgação / PBH Em novembro, quando os trabalhos de plantio tiveram início, 1,6 mil mudas foram plantadas no Parque Fernando Sabino, também conhecido como Parque Fazenda da Serra, uma área aproximada de 186 mil m² no Bairro Jardim Alvorada, região da Pampulha. Belo Horizonte tem 43,28 km² de áreas verdes, o que corresponde a 13,07% do território da cidade. Segundo a prefeitura, o Índice de Áreas Verdes é de 18,22 m² por habitante, acima dos 12 m² por habitante recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Fotos do plantio de 1,6 mil mudas no Parque Fernando Sabino, também conhecido como Parque Fazenda da Serra, uma área aproximada de 186 mil m² no Bairro Jardim Alvorada, região da Pampulha. Divulgação / PBH Os vídeos mais vistos do G1 MG nesta semana:
Veja Mais

15/01 - Oito linhas de ônibus em Vitória terão viagens extras no Enem
As linhas 121, 122, 124, 161, 163, 211, 241 e 310 terão reforço no período da manhã, garantindo, assim, maior oferta de ônibus para os candidatos. Frota de ônibus em Vitória será reforçada nos dias do Enem Paulo Cordeiro/ TV Gazeta A Secretaria de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana de Vitória (Setran) vai reforçar oito linhas do sistema municipal de transporte coletivo no próximo domingo (17) e no dia 24, quando serão realizadas as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As linhas 121, 122, 124, 161, 163, 211, 241 e 310 terão viagens extras no período da manhã, garantindo, assim, maior oferta de ônibus para os candidatos. Segundo o titular da Setran, Alex Mariano, o reforço servirá para dar mais conforto e tranquilidade a quem for utilizar os coletivos do sistema municipal. "Nosso planejamento é para atender à demanda, que deverá ser maior nos dois dias do exame", destacou Alex. Confira abaixo os horários das linhas 121 - Mário Cypreste/Jardim Camburi via Reta da Penha Horários: 10h30 / 11h10 / 11h10 Reforço de dois veículos 122 - Maria Ortiz/Rodoviária via Av. Vitória Horários: 10h55 / 11h35 Reforço de dois veículos 124 - Jardim da Penha/Estrelinha Via Av. Reta da Penha Horários: 10h45 / 11h00 Reforço de dois veículos 161 - Mário Cypreste/Atlântica Ville via Av. Maruípe Horários: 10h25 / 10h45 Reforço de dois veículos 163 - Maria Ortiz/Parque Moscoso via Av. Maruípe Horários: 11h10 11h30 Reforço de dois veículos 211 - Santo André/Jardim Camburi via Beira-Mar Horários: 9h30/ 10h00 Reforço de dois veículos 241 - Mário Cypreste/Jardim Camburi via Leitão da Silva Horários: 10h20 / 10h40 Reforço de dois veículos 310 - Santo André/Jardim Camburi via Jardim da Penha Horários: 10h40 / 11h00 Reforço de dois veículos VÍDEOS: Mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias Veja o plantão de últimas notícias do G1 Espírito Santo
Veja Mais

15/01 - Mortes pela Covid-19 sobem para 8.966 no Paraná, e secretaria da Saúde confirma 493.621 casos
Boletim divulgado nesta sexta-feira (15) aponta aumento de 82 óbitos e 4.838 diagnósticos, em comparação com o dia anterior; em todo o estado, 362.379 pessoas se recuperaram da doença. Coronavírus CDC no Unsplash/ Divulgação Subiu para 8.966 o número de mortes causadas pela Covid-19 no Paraná, conforme boletim publicado nesta sexta-feira (15) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Ao todo, são 493.621 casos confirmados desde o início da pandemia. O relatório apontou 82 novas mortes e 4.838 diagnósticos a mais da doença, em relação aos dados de quinta-feira (14). A reportagem está em atualização. CORONAVÍRUS NO PARANÁ: Veja as principais notícias ACOMPANHE A MÉDIA MÓVEL DE MORTES E CASOS DA COVID-19 NO ESTADO De acordo com a Sesa, 362.379 pessoas se recuperaram da doença no estado, desde o início da pandemia, o que representa uma taxa de recuperação de 73%. VÍDEOS: Vacina contra a Covid-19 no Paraná Initial plugin text Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
Veja Mais

15/01 - Justiça nega pedido de deputados estaduais para adiar provas do Enem em MT devido à pandemia de coronavírus
A decisão é do juiz Cesar Augusto Bearsi, da 3ª Vara Federal Cível em Mato Grosso, e foi proferida nesta sexta-feira (15). Sede da Justiça Federal em Mato Grosso JF-MT A Justiça Federal negou o pedido feito pelos deputados estaduais Lúdio Cabral e Valdir Barranco, ambos do PT, para que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021, previsto para ocorrer nos próximos dias 17 e 24 de janeiro, fosse adiado até que haja condições sanitárias adequadas para sua realização, incluindo a estrutura suficiente e necessária na rede de saúde, pública e privada, para atendimentos, de maneira adequada, dos casos de Covid-19. A decisão é do juiz Cesar Augusto Bearsi, da 3ª Vara Federal Cível em Mato Grosso, e foi proferida nesta sexta-feira (15). Os parlamentares alegaram que a manutenção da realização do exame em momento especialmente crítico da pandemia mostra-se demasiadamente arriscada diante da realidade vivenciada no estado cuja rede de saúde estaria em colapso. Eles afirmaram ainda que as medidas apresentadas pelo Inep mostram-se insuficientes para garantir a não propagação dos casos e que a realização do exame acarretará nova onda de casos, sobrecarregando as redes pública e privada de saúde. Na decisão, o juiz destaca que o Enem já foi adiado em razão da pandemia e, neste período de adiamento, foram adotadas as medidas sanitárias para que seja realizado com segurança.  “Os portadores de doenças infectocontagiosas serão submetidos às provas em datas separadas. Nota-se, a partir disso, disposição para atendimento das necessidades específicas de quem possui risco maior de complicações”, destaca o magistrado. Conforme ele, a manifestação preliminar do Inep indica, ainda, que o Ministério da Educação adquiriu todos os itens necessários para a redução de risco de contaminação pela Covid-19 nas salas e imediações e prevê aos alunos deveres sanitários condizentes, sob pena de cancelamento do exame. “Inegável, portanto, que a prova vem cercada das medidas sanitárias recomendadas pelas autoridades de saúde. Embora as infecções pela Covid-19 tenham se intensificado, devido, sobretudo, às festas de fim de ano, a observância das normas sanitárias minimiza o risco durante a prova”, diz ele. O magistrado compara a realização do Enem às eleições realizadas em novembro do ano passado. “Aliás, essa foi a assertiva (observância das normas sanitárias minimiza o risco) propagada durante as eleições, evento de dimensão muito maior de aglomeração de pessoas e que, por sua vez, ocorreu normalmente, com consentimento das autoridades políticas e de saúde, e com muito mais razão deve ocorrer com o Enem”. Ainda segundo o juiz, a aplicação do exame nas datas marcadas não consistiu em decisão isolada e política do Ministério da Educação, mas resultou da participação de setores diretamente interessados no Enem, inclusive estados e municípios, dando legitimidade e embasamento sanitário para a nova data de realização.
Veja Mais

15/01 - Corpo carbonizado é encontrado dentro de carro roubado em Palmas
A vítima ainda não foi identificada e perícia está no local. Perícia analisa cena do crime em área de chácara Guilherme Lima/TV Anhanguera Um corpo carbonizado foi encontrado na tarde desta sexta-feira (15) dentro de um carro roubado em uma área ne chácaras na saída para o distrito de Taquaruçu, região sul de Palmas. De acordo com a Polícia Militar (PM), a vítima ainda não foi identificada. O corpo foi localizado após uma denúncia anônima. A PM afirmou que o carro em que a vítima estava também estava totalmente queimado. O veículo tinha sido roubado dia 4 de janeiro de 2021 em Porto Nacional. A perícia foi chamada ao local, que fica às margens da TO-030 e, após análises, as ossadas da vítima serão levadas ao Instituto Médico Legal (IML). A Polícia Civil informou que uma equipe da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa está indo ao local. Corpo foi encontrado em região de chácaras, na região sul de Palmas Guilherme Lima/TV Anhanguera Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.
Veja Mais

15/01 - Secretaria da Saúde divulga 4ª lista de convocados do PSS em Sergipe
Mais de 900 profissionais em diversas especialidades estão sendo chamados. Os candidatos devem se apresentar de 18 a 22 de janeiro, no Centro Administrativo da Saúde. Marcos Santos/USP Imagens/ Arquivo A 4ª lista de convocados do Processo Seletivo Simplificado (PSS) da Secretaria do Estado da Saúde(SES) foi divulgada nesta sexta-feira(15). Os aprovados irão atuar nas unidades da Rede Estadual de Saúde. De acordo com a SES, os candidatos devem se apresentar de 18 a 22 de janeiro, das 8h às 12h, e das 13h30 às 17h, no Centro Administrativo da Saúde, e deverão apresentar as documentações anexadas no ato da inscrição para análise presencial. Os documentos são conforme a categoria pleiteada. Ainda segundo a SES, estão sendo chamados mais de 900 profissionais em diversas especialidades, tanto para nível técnico, superior assistencial e médicos das seguintes categorias: Médico regulador, médico ginecologista obstetra, médico pediatra, médico ultrassonografista geral, técnico em enfermagem, médico clínico geral, médico cirurgião geral, médico oftalmologista, médico ortopedista e traumatologista, médico radiologista e diagnóstico por imagem, médico psiquiatra, médico ultrassobografista e médico infectologista.
Veja Mais

15/01 - Trânsito é interrompido no trecho da Rua Gaspar Viana com Av. Visconde de Souza Franco
Interdição se estende por 28 dias para serviços de demolição a fachada de uma edificação particular . Para garantir a segurança viária durante a demolição da fachada de uma edificação particular na rua Gaspar Viana, entre Tv. Quintino Bocaiúva e Av. Visconde de Souza Franco, o trânsito do referido trecho será interrompido aos veículos a partir desta sexta-feira (15) e assim prosseguirá pelo prazo de 28 dias, até 11 de fevereiro. Bloqueios serão colocados no trecho interrompido pela construtora responsável pela obra, e o acesso será permitido apenas a quem trabalha na área ou quer acessar os estabelecimentos comerciais ali localizados. Desvio Veículos de passeio que seguem na Rua Gaspar Viana terão que fazer o desvio pela Tv. Quintino Bocaiúva para acessar a Tv. Municipalidade e chegar à Doca. Já os ônibus farão o desvio um pouco antes, na Tv. Benjamin Constant, para também acessar a Municipalidade e Doca, e seguir com seus respectivos itinerários. Apenas uma faixa estará aberta para circulação de quem precisa acessar os estabelecimentos comerciais no trecho, acesso este que se dará exclusivamente entrando pela Doca para a Gaspar Viana, sendo permitido, então, o tráfego em sentido contrário da via neste trecho.
Veja Mais

15/01 - Devido à pandemia, festival de dança de Rio Branco vai ser realizado on-line e premiar artistas com até R$ 800
Inscrições terminam no dia 19 de janeiro e apresentações e competições ocorrem entre os dias 28 e 30 pela internet. Em sua 4ª edição, Festival de Dança de Rio Branco vai ser realizado pela web entre os dias 28 e 30 de janeiro Festival de Dança/Divulgação O Festival de Dança de Rio Branco também precisou se adaptar e mudar a logística de realização devido à pandemia do novo coronavírus. Para a quarta edição, as apresentações e competições serão feitas pela web entre os dias 28 e 30 de janeiro. Os candidatos que desejam concorrer a uma das premiações devem se inscrever na rede social da Associação de Dança do Acre (Asdac). Ao acessar o regulamento do festival, o candidato deve anexar um vídeo com a música da apresentação por meio de um formulário. Além disso, o competidor deve enviar um breve resumo da apresentação e informações pessoais. Adolescentes de 16 e 17 também podem participar, mas precisam que os responsáveis assinem um termo de autorização de uso de imagem. Essa autorização precisa ser entregue para a produção do festival. Esse ano, as categorias foram divididas da seguinte forma: solo, duplas e em grupos com premiações de R$ 300 a R$ 800. Em 2020, o festival foi suspenso devido à pandemia. Já em 2021 é realizado com o tema 'Viralizadança'. A produção também afirmou que os jurados vão avaliar os seguintes critérios para classificação: Qualidade artística e técnica dos intérpretes; Estrutura coreográfica e inventividade; Consistência no desenvolvimento da proposta; Coerência do release com a obra apresentada. A organização informou ainda que o financiamento do festival foi aprovado no edital da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, gerenciada pela Fundação Garibaldi Brasil (FGB). VÍDEOS: G1 em 1 Minuto-AC
Veja Mais

15/01 - Marcia Fellipe fala sobre colapso em sistema de saúde de Manaus: 'Coração está dilacerado'
Cantora manauara agradeceu campanhas criadas por artistas para ajudar população. 'Estão sem medir esforços'. Marcia Fellipe fala sobre colapso em sistema de saúde de Manaus Marcia Fellipe atualmente mora em Fortaleza, mas, nascida e criada em Manaus, a cantora se manifestou sobre o colapso no sistema de saúde da região. "Meu coração está dilacerado. Há muito tempo que a gente vem acompanhando toda essa gravidade que vem acontecendo em Manaus", afirmou Marcia em entrevista ao G1. Sobrecarregados devido às internações por Covid-19, os hospitais ficaram sem oxigênios para pacientes. Médicos transportando cilindros nos próprios carros para levar ao hospital e familiares tentando comprar o insumo foram algumas das cenas registradas pelo G1 nesta quinta (14). Doentes começaram a ser levados para outros estados. Cemitérios estão lotados e instalaram câmaras frigoríficas. "Tenho familiares aí, amigos aí, tenho todos vocês como irmãos em Cristo. Mas o meu coração está simplesmente dilacerado por me sentir impotente perante toda essa situação." A cantora afirmou que um de seus irmãos (Arilson) chegou a ficar entubado após ser diagnosticado com a doença. "Tive um irmão que se hospitalizou, ficou entubado, hoje está em recuperação. Sei bem o que é sentir na pele todas essas dificuldades. Clamo pela misericórdia de Deus sobre as nossas vidas. E que a gente possa se vacinar logo, gente. Que a gente possa proteger até aqueles que não vão poder se vacinar." A cantora ainda agradeceu todos os famosos que estão em campanha para arrecadação de verba para compra de cilindros de oxigênio e outros insumos para o tratamento dos doentes. "Quero agradecer em nome da população, em nome dos amazonenses, a todos os artistas que estão aí sem medir esforços, dando um jeito de montar uma logística pra levar esses cilindros." Márcia Fellipe no São João 2019 de Campina Grande Medow Entertainment/Divulgação
Veja Mais

15/01 - Única do setor, empresa de gases de Jundiaí irá enviar oxigênio para hospitais de Manaus
Junto com outras duas equipes, Indústria Brasileira de Gases (IBG) estuda a possibilidade de ter um super cargueiro dos Estados Unidos para que, assim, possam enviar uma grande quantidade de oxigênio. Empresa de Jundiaí enviará cilindros de oxigênio para hospitais de Manaus Reprodução/ TV TEM Uma empresa de Jundiaí (SP) afirmou que vai enviar 300 cilindros de oxigênio para hospitais de Manaus (AM) nos próximos dias. O sistema de saúde amazonense entrou em colapso depois do número de internações por Covid-19 bater recorde. As unidades de saúde da cidade ficaram sem oxigênio e pacientes estão sendo enviados para outros estados. A Indústria Brasileira de Gás (IBG), que tem sede em Jundiaí, firmou uma parceria com um grupo de empresários e estuda a melhor forma de transportar os cilindros de oxigênio até Manaus. Em entrevista ao TEM Notícias, o presidente Indústria Brasileira de Gás (IBG), que tem sede em Jundiaí, informou que firmou uma parceria com um grupo de empresários e estuda a melhor forma de transportar os cilindros de oxigênio até Manaus. Ele explicou as dificuldades em encontrar uma logística adequada para o transporte do produto. Manaus vai transferir bebês prematuros para outros estados; governo de SP oferece leitos "Por estrada é complicado o acesso e leva muito tempo. Nós não podemos permitir que vidas sejam ceifadas assim. Então, temos que levar por via aérea. Porém, no Brasil nós não temos como colocar uma carreta com produto no estado criogênico dentro de uma aeronave, por conta do tamanho", diz Newton de Oliveira. De acordo com uma pesquisa feita pela indústria, o hospital de Manaus necessita de, pelo menos, 57 mil metros cúbicos de oxigênio por dia. Empresa de Jundiaí pretende enviar oxigênio para ajudar hospitais de Manaus Newton disse que a empresa está em contato com o Hospital Sírio Libanês e com a equipe da Câmara Brasil-China. Juntos, estudam a possibilidade de trazer um super cargueiro dos Estados Unidos para que, assim, possam enviar uma grande quantidade de oxigênio. "Levar esse produto em cilindros seria muito complicado porque vai demandar uma quantidade muito grande de cilindros. O oxigênio, quando tá no estado líquido, reduz em 80% o seu volume. Por isso, o nosso interesse é tentar levar no estado líquido e em carretas criogênicas", explica o presidente. Indústria Brasileira de Gases Fundada em 1992, a IBG é a única empresa brasileira do setor e tem sua matriz instalada em Jundiaí. Entre os produtos fabricados e fornecidos estão: gases do ar (O2, N2 e argônio), acetileno, óxido nitroso, CO2 (gás carbônico), além de misturas industriais e especiais, hélio liquido, O2, entre outros. Além da matriz em Jundiaí, a operação é mantida por fábricas em Descalvado (SP) e Forquilhinha (SC). A empresa possui 18 filiais espalhadas pelo Brasil com estações de enchimento. Atualmente, a IBN atende mais de mil empresas das áreas médico-hospitalar, industrial, microeletrônica, metalurgia, siderurgia, processamento de alimentos, saúde, petroquímica, indústria automobilística e indústria química. Colapso em Manaus Sobrecarregados, os hospitais de Manaus ficaram sem oxigênios para pacientes. Médicos transportando cilindros nos próprios carros para levar ao hospital e familiares tentando comprar o insumo foram algumas das cenas registradas pelo G1 nesta quinta. Doentes começaram a ser levados para outros estados. Cemitérios estão lotados e instalaram câmaras frigoríficas. Dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) carregados com cilindros de oxigênio chegaram a Manaus no início da madrugada desta sexta-feira (15). Eles foram enviados de Guarulhos para ajudar na crise de saúde que assola o estado do Amazonas. VÍDEOS: mais assistidos da região Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí
Veja Mais

15/01 - MPF-AL divulga cronograma de selagem e inclusão no Programa de Compensação Financeira para imóveis dos bairros com rachaduras
Termo de Resolução apresenta programação para fechamento definitivo dos imóveis e inclusão nos fluxos de realocação e compensação da Braskem. Versão 4 do Mapa de Ações Prioritárias com a ampliação das áreas de monitoramento dos bairros de Maceió afetados por rachaduras provocadas pela exploração de sal-gema Divulgação/Defesa Civil O Ministério Público Federal em Alagoas (MPF-AL) divulgou nesta sexta-feira (15) o cronograma de selagem e de inclusão no Programa de Realocação e Compensação Financeira dos imóveis dos bairros de Maceió com rachaduras causadas pela mineração realizada pela Braskem. Os imóveis ficam nos bairros Pinheiro, Bebedouro, Mutange, Bom Parto e Farol, e estão no mapa divulgado pela Defesa Civil de Maceió em dezembro de 2020. Segundo o MPF, após a selagem do imóvel realizada por meio de uma visita de técnicas da Braskem, os moradores ou comerciantes de qualquer imóvel que esteja dentro do Mapa da Defesa Civil, independente da criticidade, podem, se quiserem, ser incluídos no Programa de Compensação Financeira. Os imóveis incluídos localizados em áreas de criticidade 01 do Mapa da Defesa Civil não precisam ser realocados imediatamente, podendo mudar-se apenas após conclusão do processo de indenização. A menos que sobrevenha fato ou estudo que motive a Defesa Civil a determinar a imediata necessidade de realocação. Clique aqui para ter acesso ao mapa em alta definição Confira o cronograma: Imóveis situados na área de criticidade 00 do Mapa (Zona H): selagem: entre 20/01/2021 e 06/02/2021; fluxo de realocação: início em 09/02/2021; fluxo de compensação: início em julho de 2021. Imóveis situados na área de criticidade 01 do Mapa: selagem: entre 09/02/2021 e 20/03/2021; fluxo de realocação: início em 09/03/2020; fluxo de compensação: início em outubro de 2021. Imóveis que ingressaram no Programa de Compensação Financeira através da Junta Técnica antes do mapa de dezembro de 2020: fluxo de compensação para os imóveis que tenham laudos técnicos emitidos pelos peritos da Junta Técnica antes de 07/10/2020: início em janeiro de 2021; fluxo de compensação para os imóveis que tenham laudos técnicos emitidos pelos peritos da Junta Técnica a partir de 07/10/2020 e até 15/01/2021: início em maio de 2021. Veja os vídeos mais recentes do G1 AL Initial plugin text
Veja Mais

15/01 - Vacinação contra a Covid-19 em São Luís: Veja detalhes e o grupo prioritário
Nesta sexta, o prefeito Eduardo Braide deu detalhes sobre a vacinação, que deve acontecer na próxima quarta-feira (20). Profissional de saúde se prepara para aplicar a vacina contra a Covid-19 Lucy Nicholson/Reuters Nesta sexta-feira (15), o prefeito Eduardo Braide apresentou o Plano Municipal de Vacinação contra o novo coronavírus em São Luís. A imunização da população ludovicense está prevista para começar na quarta-feira (20), segundo cronograma elaborado pelo Ministério da Saúde. A primeira fase da campanha deverá durar sete semanas e contemplará profissionais da saúde e idosos acima de 60 anos residentes em instituições de longa permanência. A maioria das vacinações serão concentradas em um só local: O Centro Municipal de Vacinação, que ainda será criado. O objetivo, segundo Braide, é centralizar o atendimento, além da assistência médica ao longo de todas as etapas da imunização para garantir a efetividade das vacinas. “Desde o início do processo de transição começamos a trabalhar na elaboração do Plano Municipal de Vacinação. Agora, com as diretrizes dadas pelo Ministério da Saúde, fizemos as adequações necessárias para que possamos começar a vacinar a população imediatamente após a disponibilização das doses. É importante destacar que o plano municipal seguirá as diretrizes do plano nacional elaborado pelo ministério. Eduardo Braide disse ainda que a prefeitura já tem em estoque todo o quantitativo necessário de agulhas e seringas para realizar a vacinação de todo o público-alvo da primeira fase da campanha, além de um local seguro para acondicionar as doses que forem enviadas. Etapas Na primeira fase da vacinação serão imunizados cerca de 37 mil profissionais de saúde e 143 idosos em instituições de longa permanência. Os idosos serão vacinados na própria instituição onde residem. Para este público, serão disponibilizadas equipes de vacinação que irão fazer a aplicação das doses in loco. Para isto, os idosos serão cadastrados previamente no aplicativo Conecte-SUS, do Ministério da Saúde, que funcionará como uma carteira de vacinação digital. Já os profissionais de saúde se imunizarão no Centro Municipal de Vacinação. Na primeira etapa, serão disponibilizadas doses das vacinas desenvolvidas pelo consórcio da farmacêutica britânica AstraZeneca e da Universidade de Oxford. O lote foi fabricado pelo laboratório indiano Serum e importado pela Fiocruz. Também serão disponibilizadas seis milhões de doses da vacina Coronavac, desenvolvida pela parceria Sinovac-Butantan. Para que a pessoa possa ser imunizada é preciso tomar duas doses da mesma vacina. Por isso, no ato da vacinação, o paciente será informado sobre qual tipo de vacina tomou, o lote e o fabricante. Estas informações também serão incluídas no cadastro do paciente no aplicativo Conecte-SUS para que as equipes de vacinação tenham o devido controle. A segunda dose da Coronavac deve ser aplicada três semanas após a primeira. No caso da vacina da AstraZeneca a segunda dose deve ser feita três meses depois. “Nós estamos com nossa estrutura pronta para atender aos primeiros indicados no público-alvo, conforme estipulado pelo Ministério da Saúde. A partir do momento em que novas doses sejam recebidas, a cobertura será ampliada. A população pode ficar tranquila que a capital está em diálogo constante com o Governo Federal e seu corpo técnico para orientar a população quanto à administração das doses”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Joel Nunes. Centro Municipal de Vacinação A primeira etapa da vacinação contra a Covid, em São Luís, será realizada no Centro Municipal de Vacinação cujo endereço será divulgado nos próximos dias pela Prefeitura. O espaço terá área de triagem para investigar se o paciente tem condições de ser imunizado. A triagem é fundamental porque quem estiver infectado pelo coronavírus ou quem já teve a Covid-19 só poderá ser vacinado 28 dias após a suspenção dos sintomas. O Centro também terá sala de apoio onde o cidadão ficará em observação por alguns minutos após a aplicação da dose da vacina para verificar o surgimento de algum possível efeito colateral. Havendo manifestações adversas, equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) prestarão o primeiro atendimento. Se houver o agravamento do quadro e a necessidade de remoção do paciente para uma unidade de saúde, a unidade definida como referência para este tipo de atendimento em São Luís é o Hospital Municipal Dr. Clementino Moura (Socorrão II). À medida que os números de doses disponibilizadas pelo Ministério da Saúde forem sendo ampliados, o quantitativo do público-alvo e novos pontos de vacinação também serão disponibilizados pela Prefeitura. As demais fases da vacinação vão ser definidas à medida que forem informadas as diretrizes do Plano Nacional de Imunização. Por isso ainda não há datas definidas para outros públicos. Próximas fases Segundo o Plano Nacional de Imunização, a segunda fase da vacinação contemplará idosos em geral acima de 60 anos, um público estimado de quase 80 mil pessoas em São Luís. Neste grupo, os idosos que tiverem mobilidade reduzida ou estiverem acamados serão vacinados em casa. A terceira contemplará pessoas que apresentem alguma comorbidade. Os portadores de comorbidades que estiverem acamados também serão vacinados em casa. Nas etapas seguintes serão imunizados profissionais da educação, pessoas com deficiência permanente severa e não severa, membros das forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema de privação de liberdade, trabalhadores do transporte coletivo, aéreo e de carga, população privada de liberdade e população em situação de rua. O público-alvo das fases de vacinação poderão ser alterados mediante diretrizes do Ministério da Saúde.
Veja Mais

15/01 - Ônibus articulado fica pendurado após metade despencar de ponte em Nova York
Motorista ficou gravemente ferido e sete passageiros tiveram ferimentos leves após dianteira do veículo cair de uma altura de 15 metros em acidente no Bronx. Autoridade de Transporte Metropolitano investiga causas. Ônibus fica pendurado em ponte após acidente em NY Um motorista de ônibus articulado ficou gravemente ferido após o veículo despencar de uma ponte na cidade de Nova York na noite de quinta-feira (14), deixando sua metade dianteira pendurada sobre uma rodovia. Ônibus articulado que ficou pendurado em ponte no Bronx, em Nova York, após acidente na noite de quinta-feira (14) AP Photo/Craig Ruttle O acidente aconteceu logo depois das 23 horas, perto de um cruzamento das vias expressas Cross Bronx e Major Deegan, no Bronx, e sete passageiros sofreram ferimentos leves, disseram os bombeiros. Eles foram levados para hospitais. Nenhum outro veículo foi atingido. Uma parte do ônibus permaneceu na ponte, com a outra metade na vertical, sua frente quebrada apoiada em uma rampa que conectava as duas vias expressas. Ônibus articulado que ficou pendurado em ponte no Bronx, em Nova York, após acidente na noite de quinta-feira (14) AP Photo/Craig Ruttle “O ônibus caiu cerca de 15 metros na estrada de acesso. Os pacientes sofreram lesões consistentes com a queda de uma altura tão grande”, disse o chefe dos bombeiros, Paul Hopper, em uma postagem nas redes sociais. Os bombeiros planejavam retirar o combustível e qualquer outro material perigoso antes de guinchar o ônibus totalmente, disse o chefe do batalhão em exercício, Steven Moore, no post. Ônibus articulado que ficou pendurado em ponte no Bronx, em Nova York, após acidente na noite de quinta-feira (14) AP Photo/Craig Ruttle A Autoridade de Transporte Metropolitano (MTA, na sigla em inglês) disse que estava conduzindo “uma investigação completa e implementará as lições aprendidas para evitar que isso aconteça novamente”. “Temos certeza de que foi um incidente terrível para os passageiros do ônibus. Nossos corações estão com eles na esperança de que possam se recuperar rapidamente”, disse Patrick Warren, chefe de segurança do MTA, em um comunicado. Vídeos: Os mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias
Veja Mais

15/01 - Mangal das Garças celebra aniversário com programação gratuita em Belém
Programação de aniversário será no domingo, 17, de 8h30 às 11h. O Parque Zoobotânico Mangal das Garças promove neste domingo (17) programação de aniversário, de 8h30 às 11h, com entrada gratuita. O espaço completou 16 anos na terça-feira (12). A Companhia Kaká Kids realiza um pocket show com personagens de diversos animais da nossa fauna: tartaruga, borboleta, arara vermelha, garça e o urubu, que representarão a festa de aniversário do Parque Zoobotânico. O Grupo Parafolclórico Frutos do Pará apresenta repertório de ritmos paraenses como: carimbó, siriá, marujada, xote e lundu. Programação 8h30 - Companhia Kaká Kids 9h30 - Pocket Show (Quede, o Urubu) 10h - Show de músicas regionais 11h - Parabéns para o Mangal Programação diária no Mangal: 10h e 16h - Soltura das borboletas no Borboletário: (monitorado) 17h - Passeio da Coruja Olívia: de terça a sexta 11h, 15h, 17h30 - Alimentação das garças no Recanto da Curva Para visitar os espaços monitorados, é necessário adquirir o ingresso por R$ 5. Serviço 16º aniversário do Mangal das Garças, domingo, 17, de 8h30 às 11h, no entorno do Borboletário José Márcio Ayres, R. Carneiro da Rocha, s/n - Cidade Velha, Belém. Entrada franca.
Veja Mais

15/01 - São José dos Campos anuncia volta à fase vermelha do Plano SP a partir do próximo dia 18
Com esta determinação, apenas serviços essenciais poderão funcionar com atendimento presencial; prefeitura justifica decisão para tentar frear o rápido aumento do número de casos de Covid-19 na cidade. Em coletiva, prefeito de São José dos Campos anunciou regressão para fase vermelha, maior que a fase laranja, defina pelo pelo Governo de SP Peterson Grecco/ TV Vanguarda A Prefeitura de São José dos Campos anunciou na tarde desta sexta-feira (15) que vai adotar as regras da fase vermelha do Plano São Paulo a partir da próxima segunda-feira (18). Embora o Governo de São Paulo tenha classificado a região do Vale do Paraíba na fase laranja, o município optou em regredir à fase mais rígida por causa do rápido aumento do número de casos de Covid-19. Um decreto deve ser publicado ainda nesta sexta-feira (18) com as novas regras. Na fase vermelha do Plano São Paulo, apenas os serviços essenciais (supermercados, farmácias, padaria, postos de combustíveis, oficinas mecânicas e lojas de material de construção) podem atender os clientes presencialmente. Comércios em geral, salões de beleza, academias, shopping, bares e restaurantes não poderão funcionar. No caso de restaurantes, é permitido o atendimento apenas via delivery. O anúncio foi feito pelo prefeito de São José dos Campos, Felício Ramuth (PSDB) e pelo secretário de saúde do município, Danilo Stanzani. Participaram também da coletiva diretores dos hospitais da cidade, que relataram o aumento expressivo dos casos de coronavírus em São José dos Campos nas últimas semanas. "Não queríamos submeter a essas ações. Mas é o que é melhor para a nossa cidade. Conversamos com todos os profissionais do comitê de saúde, conversando com os hospitais, com a população... A gente reafirma que é a nossa gente que sabe tomar a atitude certa. O que os indicadores mostram de diferente da primeira onda é a velocidade. Temos que tomar uma atitude, se antecipar", disse Felício Ramuth. "Sabemos o impacto que causará em para vários setores de comércio, mas de fato todos entendemos que o melhor para nossa gente. Não fomos nós que fizemos. Aqui foi falado por todos os profissionais. A importância de manter as regras de distanciamento. Agora é uma hora de freio de arrumação. Agora, contaminou muita gente. Precisamos frear e isso é só com a fase vermelha. É a ferramenta que pode minimizar. Ela não resolve 100%, mas é a ferramenta para minimizar", acrescentou o chefe do executivo. De acordo com o secretário de saúde de São José dos Campos, Danilo Stanzani, essa classificação será feita semanalmente pelo comitê de saúde do município com base nos números da cidade. Segundo ele, os indicadores da cidade apontam que a média móvel do número de casos confirmados já passou o pico da primeira onda, assim como a ocupação de leitos de enfermaria. A ocupação de UTI também estaria perto de ultrapassar o pico da primeira onda da pandemia. No último boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura, São José dos Campos já tem 31.370 casos de Covid-19 e 618 mortes pela doença. São 117 pessoas internadas na cidade e 3.092 em recuperação domiciliar. A taxa de ocupação dos leitos de UTI exclusivos para Covid-19 era de 83,6% e, na enfermaria, de 51,3%. Vacinação Na próxima quarta-feira (20), São José dos Campos pretende dar início à vacinação contra a Covid-19, conforme anunciado pelo Ministério da Saúde. Nesta primeira etapa do plano de imunização, serão vacinados os profissionais de saúde, idosos que vivem em asilo e comunidade indígena e quilombola. Felício Ramuth espera que a cidade receba em torno de 60 mil doses da vacina na terça-feira (19) para dar início à vacinação no dia seguinte. A vacinação dos idosos será feita nos próprios asilos, enquanto as UBS e hospitais realizarão a vacinação dos profissionais de saúde. Na coletiva desta sexta-feira, entretanto, o prefeito da cidade alertou sobre os cuidados que devem ser mantidos mesmo após o início da vacinação. "Na quarta-feira, começa a vacinação. Podemos ter um risco de, com a vacinação, as pessoas acharem que já estão livres, leves e soltas. Vai ser mais um momento tenso para as cidades, os estados. Mas isso vamos discutir mais para frente", comentou Felício Ramuth. * Reportagem em atualização
Veja Mais

15/01 - IFSul está com inscrições abertas para 500 vagas em cursos gratuitos no RS
Vagas estão divididas em cinco cidades do estado. Candidatos podem se inscrever pela internet até a próxima quarta-feira (20). São 500 vagas divididas entre ensino superior, técnico e técnico integrado ao ensino médio. IFSul/Divulgação O Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul) está com inscrições abertas para cursos gratuitos em nível superior, técnico e médio. Ao todo, são 500 vagas nos campus do instituto. Candidatos podem se inscrever pela internet até a próxima quarta-feira (20). São 145 vagas do ensino superior divididas em quatro cidades do Rio Grande do Sul: Bagé, Passo Fundo, Santana do Livramento e Sapucaia do Sul. As inscrições estão disponíveis na página do instituto. Para nível técnico subsequente, aqueles que são realizados após a conclusão do ensino médio, são 204 vagas para cursos de técnicos nos campus de Pelotas, Novo Hamburgo, Passo Fundo e Santana do Livramento. Interessados podem se inscrever pelo site. O IFSul também tem 190 vagas disponíveis para os cursos técnicos integrados de ensino médio e técnico. As inscrições podem ser feitas no página do IFSul. Vagas do ensino superior Engenharia agronômica, 30 vagas (Campus Bagé) Tecnologia em análise e desenvolvimento de sistemas, 30 vagas em Bagé e 16 vagas em Santana do Livramento Bacharelado em ciência da computação, 35 vagas (Campus Passo Fundo) Engenharia mecânica, 34 vagas (Campus Sapucaia do Sul) Vagas do ensino técnico Técnico em agropecuária, 4 vagas (Campus Visconde da Graça – Pelotas) Técnico em desenvolvimento de sistemas, 6 vagas (Campus Visconde da Graça – Pelotas) Técnico em meio ambiente, 7 vagas (Campus Visconde da Graça – Pelotas) Técnico em vestuário, 5 vagas (Campus Visconde da Graça – Pelotas) Técnico em mecatrônica, 28 vagas (Campus Novo Hamburgo) Técnico em edificações, 30 vagas (Campus Passo Fundo) Técnico em manutenção e suporte em informática, 20 vagas (Campus Passo Fundo) Técnico em mecânica, 40 vagas (Campus Passo Fundo) Técnico em cozinha, 16 vagas (Campus Santana do Livramento) Técnico em florestas, 16 vagas (Campus Santana do Livramento) Técnico em logístico, 16 vagas (Campus Santana do Livramento) Técnico em sistemas de energia renovável, 16 vagas (Campus Santana do Livramento) Vagas do ensino técnico integrado Técnico em informática, 30 vagas (Campus Bagé) Técnico em agropecuária, 4 vagas (Campus Visconde da Graça – Pelotas) Técnico em alimentos, 4 vagas (Campus Visconde da Graça – Pelotas) Técnico em meio ambiente, 1 vaga (Campus Visconde da Graça – Pelotas) Técnico em vestuário, 5 vagas (Campus Visconde da Graça – Pelotas) Técnico em mecatrônica, 64 vagas divididas no turno da manhã e tarde (Campus Novo Hamburgo) Técnico em informática, 25 vagas (Campus Passo Fundo) Técnico em mecânica, 25 vagas (Campus Passo Fundo) Técnico em agropecuária, 32 vagas (Santana do Livramento) Veja vídeos do Jornal do Almoço
Veja Mais

15/01 - RN tem situação 'tranquila' em relação a oxigênio para pacientes internados, diz Secretaria de Saúde
RN está com 67,8% dos leitos para Covid-19 ocupados. A Secretaria Estadual de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) informou que o estado tem uma situação 'tranquila' em relação a oxigênio para pacientes internados e, no momento, não há risco de faltar. "Nós temos hoje uma segurança de abastecimento de oxigênio nas nossas unidades. Nós temos leitos clínicos e críticos disponíveis, e oxigênio disponível, não só para paciente Covid, mas de todas as demandas que requerem o uso de oxigênio para tratamento", disse a secretária adjunta de Saúde do estado, Maura Sobreira. Média móvel de mortes e casos de Covid-19 no estado do Rio Grande do Norte O que acontece quando um paciente de Covid fica sem oxigênio Nesta quinta-feira (14) a cidade de Manaus, no Amazonas, viveu cenas de desespero com hospitais lotados e sem oxigênio para os infectados com o coronavírus. O governador do Amazonas anunciou a transferência de pacientes para outros estados. O Rio Grande do Norte disponibilizou 10 leitos para pacientes do AM, mas não há data definida para a transferência. De acordo com o Regula RN, na tarde desta sexta (15), o RN estava 67,8% dos leitos ocupados. A pior situação é na região Seridó que está com 88,6% dos leitos ocupados. O RN tem, segundo a Sesap, 127.847 casos confirmados de Covid-19 e 3.149 mortes pela doença. Vídeos mais assistidos do Rio Grande do Norte nos últimos 7 dias
Veja Mais

15/01 - Três bairros de Belém ficam sem água nesta sexta, 15
Bairro do Benguí e partes dos bairros Parque Verde e Mangueirão ficarão sem água a partir das 23h. Consumidor abre torneira vazia Martin Bernetti / AFP A Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) informou nesta sexta-feira (15) que o bairro do Benguí e partes dos bairros Parque Verde e Mangueirão, em Belém, terão o serviço de fornecimento de água suspenso a partir das 23h. De acordo com a Companhia, a interrupção é necessária para que seja executado uma manutenção elétrica emergencial no sistema que atende a área. A previsão é que o serviço seja concluído às 2h30 de sábado, com o abastecimento normalizando gradativamente.
Veja Mais

15/01 - Tierry e Simone se unem a outros artistas e doam cilindros de oxigênio a pacientes vítimas da Covid-19 no Amazonas
Campanha começou com o humorista Whindersson Nunes e mobilizou artistas através das redes sociais. Sistema de saúde da capital amazonense está em colapso e já não há vagas nos cemitérios da cidade. Cantor e compositor Tierry participa do BMD desta sexta-feira e lança música nova Os cantores baianos Tierry e Simone, que faz dupla com a irmã Simaria, se uniram à campanha de outros artistas e influenciadores para doar cilindros de oxigênio aos hospitais no Amazonas, que está com o sistema de saúde em colapso com o aumento de casos de pacientes internados com a Covid-19. Os músicos fizeram coro ao movimento iniciado pelo humorista Whindersson Nunes, que convocou a classe artística para aderir à campanha e retribuir ao público, de algum modo, a atenção que recebem. Tierry revelou que providenciou a doação de 10 cilindros, assim como a cantora Simone. Segundo ele, como formadores de opinião, são os artistas que precisam ajudar e fazer parte desse tipo de trabalho que cabe aos governantes. “É uma situação realmente bastante complicada. Desde cedo já estava fazendo campanha no Twitter e no Instagram, e quando vi que o [humorista] Whindersson [Nunes] iria mandar cilindros, logo entrei em contato com ele e Tirulipa. Me prontifiquei a mandar também, 10 cilindros de 50 litros, assim como Tatá Werneck e Simone também”, declarou. Initial plugin text Simone e Simaria, inclusive, utilizaram a conta da dupla no Instagram para divulgar os dados do projeto "SOS AM", que está coletando as doações para reverter em cilindros de oxigênio para as pessoas internadas. "Falar de Manaus mexe muito com a gente porque são pessoas maravilhosas, hospitaleiras, que sempre nos acolheram com tanto carinho. É uma população batalhadora, recebe as pessoas com sorriso no rosto e não perde essa alegria nem com as dificuldades. Não podemos aceitar este cenário sem fazer nada, com tantas famílias sofrendo. Essas Vidas precisam de atenção! Todos merecem o direito de lutar pela vida, com os recursos apropriados. É um direito, gente! Como deixar que isso aconteça? Estamos aqui, nos unindo a eles e ajudando para somar a essa corrente", diz um trecho da publicação. Sem oxigênio nas unidades e com a média móvel de pacientes em alta de 183% nos últimos sete dias, os hospitais de Manaus estão superlotados. Alguns pacientes estão sendo transferidos para outros estados e já não há vagas nos cemitérios da capital amazonense. Initial plugin text Veja mais notícias do estado em G1 Bahia. Assista aos vídeos do Bahia Meio Dia
Veja Mais

15/01 - Rio Preto registra mais 657 casos positivos de coronavírus e sete novas mortes
Com as atualizações, a cidade possui 38.413 moradores infectados pela Covid-19, dos quais 977 vieram a óbito e 34.315 estão recuperados. São José do Rio Preto (SP) registrou mais 657 casos positivos de coronavírus e sete novas mortes provocadas pela doença. As informações foram divulgadas na tarde desta sexta-feira (15). Com as atualizações, a cidade possui 38.413 moradores infectados pela Covid-19, dos quais 977 vieram a óbito e 34.315 estão recuperados. Segundo a Secretaria de Saúde, 153.056 pacientes com estado gripal foram atendidos desde o início da pandemia. Deste total, 132.471 fizeram testes e 94.058 receberam diagnóstico negativo para o novo coronavírus. Dos 38.413 casos positivos da doença, 3.869 tiveram Síndrome Respiratória Aguda Graves (SRAG) e 3.240 atuam como profissionais da área da saúde. Até esta quinta-feira (14), 326 pacientes estavam internados em hospitais de Rio Preto, sendo 119 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 207 em enfermaria. Do total de hospitalizados, 193 foram diagnosticados com coronavírus. Ainda de acordo com a Secretaria de Saúde, o coeficiente de incidência de casos da doença é de 8.338 casos positivos para cada 100 mil habitantes. A taxa de letalidade permanece em 2,54%. Análise de dados Durante coletiva de imprensa, o assessor especial da Secretaria de Saúde de Rio Preto, André Baitello, afirmou que houve um aumento considerável no percentual de positividade de casos de Covid-19. “O índice de positividade nos testes dos pacientes avaliados com síndrome respiratória indica que a doença vem atingindo uma velocidade rápida de disseminação. Quanto à média móvel de casos confirmados, também observamos um aumento. Pulamos de 200 para 269. Nós já chegamos a ter 100 casos.” André Baitello disse que a média móvel de mortes provocadas pela Covid-19 permanece em quatro, número inferior ao pico da doença, mas que vem tendo tendência de ascensão. “Só lembrando que existe um atraso de pelo menos dez dias em relação aos casos e à internação. Ou seja, é provável que o número de óbitos aumento ao logo das próximas semanas. Acompanhando toda essa tendência, existe um aumento da taxa de ocupação de leitos, que vem aumentando, chegando a 73,48%." Veja mais notícias da região no G1 Rio Preto e Araçatuba VÍDEOS: mais assistidos da região
Veja Mais

15/01 - Mundo não está fazendo o suficiente para frear a pandemia, diz OMS
Entidade alerta que a vacina não é a única solução contra a Covid-19. Número de mortos por coronavírus em todo o mundo passou de 2 milhões, segundo o balanço da Universidade Johns Hopkins Mundo tem mais de 2 milhões de mortos por Covid-19, afirma universidade O diretor de emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS), Michael Ryan, disse nesta sexta-feira (15) que ninguém no mundo está fazendo o suficiente para conter a pandemia da Covid-19. “O vírus está explorando a nossa falta de comprometimento, a nossa mudança de comportamento”. Ryan explicou que o aumento de casos no mundo está acontecendo porque as pessoas estão relaxando, estão reduzindo o distanciamento físico e que a vacina não é a única solução contra a pandemia. Segundo a Universidade Johns Hopkins, o mundo tem mais de 2 milhões de mortos pela Covid-19. “A vacina é a luz no fim do túnel, um grande avanço, mas não é solução para todos os problemas, precisamos continuar com as medidas de prevenção que já temos”, alertou o diretor. VACINAÇÃO: veja perguntas e respostas E completou: “mesmo que as vacinas sejam eficientes, as pessoas precisam ser vacinadas, os países precisam receber as vacinas, precisamos imunizar os profissionais da saúde e as pessoas mais vulneráveis”. Líder técnica da entidade, Maria van Kerkhove disse que o túnel que estamos percorrendo é longo e perigoso, mas que os países têm ferramentas para atravessar. “Não podemos esquecer as ferramentas que já temos. Queremos que isso acabe logo, estamos cansados, mas precisamos de ação coletiva para colocar um fim na pandemia”. Vacinação contra a Covid nos EUA REUTERS/File Photo Vacinação em 100 dias O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, pediu que as campanhas de vacinação contra a Covid-19 comecem em todo o planeta nos próximos 100 dias. "Quero ver vacinações em andamento em todos os países nos próximos 100 dias, para que os profissionais da saúde e os [cidadãos] de alto risco sejam protegidos em primeiro lugar", disse. A OMS disse que espera começar a vacinação em países pobres e de renda média baixa em fevereiro, através da aliança Covax – uma iniciativa da organização para garantir o acesso equitativo a uma futura vacina da Covid-19. VÍDEOS: Novidades sobre a vacina
Veja Mais